ARTIGOS

FAQ \ HIGIENE E TOSQUIA

Devo dar banho ao meu cão todas as semanas?

A tarefa de dar banho ao seu cão é bastante importante porque permite-lhe ficar com um melhor aspeto físico mais limpo e saudável, evitando a proliferação de eventuais parasitas, mas regra geral, basta dar banho a um cão uma vez por mês. Porém, a frequência do banho pode depender também do tipo de pêlo, ou seja, cães de pêlo comprido e sem subpelo, devido a problemas dermatológicos, podem tomar banho  de 15 em 15 dias. Já os cães de pelo curto até podem tomar banho apenas de dois em dois meses. Contudo, outras situações pontuais podem alterar a frequência do banho. Por exemplo, casos em que o cão durma na cama do dono ou saia com frequência para passeios e regresse enlameado. Mas deve-se ter em conta a importância de escovar o pêlo. 

Com que frequência devo dar banho ao meu gato?

Não precisa de dar banho ao seu gato porque os felinos fazem a sua higiene de forma constante graças a uma língua com filamentos finíssimos que agem como uma escova. Mas isso não impede que trate da higiene do seu gato, desde que tenha em conta o seguinte: em primeiro lugar é necessário habituá-lo a tomar banho desde cedo, entre os dois ou três meses de idade, em segundo lugar nunca abusar da frequência entre banhos, pois duas ou três vezes por ano é suficiente. Durante o resto do tempo, basta a higiene quotidiana do gato, à base de lambidelas, para que se mantenha saudável e limpo. Mas é sempre importante escovar.

Devo cortar as unhas ao meu cão/gato?

Não precisa de cortar as unhas nem a um cão nem a um gato, mas pode fazê-lo se verificar que não foram gastas naturalmente. Por outras palavras, as unhas dos cães e gatos sofrem um desgaste quando estes caminham, correm e brincam, mas para muitos animais estas atividades podem não ser suficientes e aí é preciso cortar as unhas do animal para que não fiquem presas, nem encravem ou prejudiquem a sua postura. Porém, cortar as unhas a um cão ou gato não é uma tarefa fácil, pelo que aconselhamos a que se dirija à Clínica Veterinária João XXI para entregar a missão a pessoal especializado.

Que cuidados devo ter com os dentes, olhos e ouvidos do meu animal de estimação?

O melhor cuidado que pode ter com os dentes, olhos e ouvidos do seu animal de estimação é recorrer a consultas médicas anuais de prevenção na nossa clínica veterinária, onde se poderá assegurar de que está tudo bem ou, não estando, ou o que deve e pode fazer para manter uma boa dentição, visão e olfato. 

De qualquer modo, há cuidados que pode levar a cabo em casa, como vigiar as gengivas e dentes do animal e até escovar-lhe os dentes com um dentífrico apropriado. Também os ouvidos e olhos devem ser verificados periodicamente e limpos frequentemente com algodão ensopado em soro fisiológico, para tirar as secreções e evitar o surgimento de vermelhidão nos olhos e para evitar que se acumule sujidade nos ouvidos. Pode ser necessário pedir ao seu Médico Veterinário de família que corte os pêlos ao redor dos olhos para impedir que o animal lacrimeje.

Devo cortar o pêlo (tosquiar) o meu cão?

Se o seu cão tem o pêlo comprido, deve cortar o pêlo (tosquiá-lo) com alguma regularidade, não só por questões estéticas, mas principalmente para ajudar a prevenir doenças de pele e pulgas, e para manter o animal fresco durante os meses de calor. Uma boa tosquia exige uma visita à Clínica Veterinária João XXI que preparará e escolherá os materiais e a técnica de corte mais indicada. 

Com que frequência devo tosquiar o meu cão?

A tosquia deve ser feita e mantida de acordo com as necessidades específicas de cada raça, pelo que deverá deixar essa decisão a cargo de um dos nossos Médicos Veterinários, mas é normal cortar o pêlo 1 ou 2 vezes por ano, consoante as necessidades.

Quando devo tosquiar o meu cão?

Regra geral, deve fazer a tosquia nos meses de primavera ou verão porque nos meses de outono e inverno o pelo é fundamental para proteger o animal do frio.

Marcação de Consulta

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut faucibus mollis pellentesque. Vestibulum nec leo sed lectus vehicula ornare. Curabitur at turpis at ligula auctor fermentum. Sed varius pharetra lacinia.

Últimos Artigos

Repelentes naturais de pulgas e carraças versus tratamentos químicos com pesticidas: quais escolher?

Leishmaniose canina: um caso em que prevenir, é mesmo o melhor remédio

Categorias
Últimos Artigos

Repelentes naturais de pulgas e carraças versus tratamentos químicos com pesticidas: quais escolher?

Leishmaniose canina: um caso em que prevenir, é mesmo o melhor remédio