ARTIGOS

Clínica ou hospital veterinário?

Conheça as principais diferenças

Simba, um Cocker Spaniel, teve de receber tratamento cirúrgico devido à irreversibilidade de processo inflamatório numa otite externa. O médico veterinário procedeu à ressecção da parede lateral do canal auditivo e passadas umas horas o cão saiu da clínica veterinária pelas suas próprias patas, acompanhado do dono, para se restabelecer comodamente no conforto do lar. Já a Boneca, uma Basset Hound, fez uma ressonância magnética num hospital veterinário que revelou complicações com uma hérnia discal e exigiu um tratamento cirúrgico com técnicas descompressivas. A cadela está a recuperar no serviço de internamento, mas a verdade é que por muito esperta que seja, não conseguiu compreender o porquê de ser “abandonada” e por isso a dona foi para casa preocupada por deixar o animal sozinho. E agora é a vez do dono do gato diabético Becas decidir se leva o bichano a uma consulta para controlo dos níveis de glicose a uma clínica ou a um hospital veterinário. E você, o que faria? 

O número de animais domésticos tem aumentado nos últimos anos e os portugueses não hesitam em aceder, sempre que necessário, a tratamentos de saúde. Como consequência, o segmento veterinário apresenta um grande crescimento, bem como os meios tecnológicos e farmacológicos disponíveis para a sua prática. No nosso país a medicina veterinária continua a ser uma área sem apoio do estado, mas ainda assim, tal como no tratamento médico dos humanos, existem consultórios, consultas ao domicílio, clínicas e hospitais veterinários em Lisboa e noutras cidades onde o número de animais de estimação o justifique. A questão é perceber onde se deve dirigir quer para consultas de rotina quer em situações em que o animal apresente sintomas de mau estar físico ou psicológico: clínicas ou hospitais veterinários? Ambos foram criados a pensar na saúde dos animais, do cão e gato ao pássaro e ratinho, passando pela iguana e porco-espinho. Os dois modelos são compostos por equipas médicas de veterinária experientes aptas a atender e tratar os animais de companhia, mas ainda assim existem algumas (pequenas) diferenças. Conheça-as.

ps: não é nem Simba, nem a Becas nem a Boneca

Principais diferenças entre clínica e hospital veterinário

Atendimento

Devido ao fator proximidade, numa clínica veterinária o atendimento é mais personalizado do que num hospital, onde se privilegia o imediatismo. Nas clínicas os médicos veterinários e os seus assistentes conhecem melhor os pacientes e os tutores: num hospital o médico atende o cão na presença do respetivo dono; numa clínica o médico atende o Boby na presença do Sr. João. Eis uma das grandes diferenças! 

Serviços

Uma clínica veterinária é um espaço onde, geralmente, se fazem consultas e tratamentos clínico-cirúrgicos a animais. Embora o atendimento cirúrgico e o internamento sejam facultativos, a maioria das clínicas distingue-se dos hospitais veterinários apenas pelo facto de não oferecer internamento noturno, só existe ambulatório. Mas o objetivo é precisamente que o animal após o tratamento ou a intervenção cirúrgica possa recuperar em casa onde fica mais calmo e confortável. Uma situação que deixa também os donos mais descansados. No entanto, em casos extremos em que o internamento noturno é fundamental, as clínicas enviam elas próprias os pacientes para um hospital veterinário em Lisboa ou tratando-se de outra zona do país, para o hospital mais próximo. 

Em suma, e na teoria, as clínicas veterinárias costumam concentrar os seus serviços no atendimento ambulatório, enquanto que os hospitais são espaços capazes de assegurar assistência médica curativa e preventiva integral aos animais e oferecer também vasto um vasto número de especialidades, serviços de promoção da saúde, terapia intensiva e cuidados de emergência. Hoje em dia, e na prática, as clínicas têm disponível um leque tão abrangente de tratamentos, incluindo cirúrgicos, como os hospitais veterinários, sendo que a principal diferença acaba por ser o internamento noturno.

Missão

Já lá vai o tempo em que as clínicas veterinárias tinham por objetivo apenas as consultas. Atualmente, as clínicas têm como missão a longevidade dos animais de estimação e por esse motivo o seu objetivo primeiro é o de acompanhar a saúde dos pacientes ao longo do tempo, porque cada animal tem a sua individualidade e estilo de vida, seja um cão, um gato, um rato ou uma tartaruga. A manutenção de uma relação de proximidade e de parceria com os donos dos animais é um dos grandes propósitos destes estabelecimentos de saúde animal e medicina preventiva. Já os hospitais veterinários substituem a ideia de proximidade pelo seu papel na promoção em saúde animal ou veterinária e, especialmente para um hospital veterinário em Lisboa ou noutra grande cidade, pela formação de profissionais de saúde. Toda a sua estrutura física e intelectual deve configurá-lo como um centro de pesquisa, gestão, informação e prática de medicina veterinária. No entanto, já existem também algumas clínicas veterinárias que à semelhança dos hospitais veterinários em Lisboa, possuem residência médica e formação ou especialização dos seus profissionais.

Horário

Uma clínica veterinária funciona em horário restrito ou integral. Caso opte pelo serviço de internamento o horário deve ser de 24 horas mesmo que no período noturno não se faça atendimento. Um hospital, por seu turno, funciona obrigatoriamente em período integral (24 horas/dia). Em ambos os casos, é necessária a presença de médicos veterinários durante todo o período de funcionamento, podendo estes contar com a ajuda de auxiliares ou técnicos veterinários.

Instalações

Uma clínica veterinária tem de possuir, à semelhança de um hospital veterinário, uma sala de receção e consultórios para atendimento geral. Se optar pelo atendimento cirúrgico, deve ainda contar – novamente, tal como num hospital – com sala de preparação dos animais e da equipa médica para os procedimentos; sala de lavagem e esterilização de materiais e sala de cirurgia com os equipamentos necessários para anestesia e monitorização do paciente durante o procedimento. O internamento dos animais é feito em acomodações individuais, compatíveis com as diferentes espécies, devidamente limpas e higienizadas. Existe ainda um local específico e isolado para os animais portadores de doenças infectocontagiosas, quer em clínicas quer em hospitais veterinários. Por fim, em ambos os modelos devem existir instalações para os serviços de lavandaria, preparação da alimentação dos pacientes, vestiário, sanitários e sala de descanso para os funcionários, entre outras zonas.

Equipa Médica Veterinária

Tanto uma clínica como um hospital veterinário dispõem, à partida, de uma equipa de técnicos e médicos veterinários experiente e qualificada, embora os hospitais costumem ter mais recursos humanos.

Clínica Veterinária João XXI

Se pertence ao grupo de tutores de animais que vê uma clínica veterinária como uma opção mais válida porque, além das valências comuns a um hospital, oferece maior proximidade, venha conhecer-nos!

Hospital veterinário em Lisboa? A Clínica Veterinária João XXI foi fundada em 1956 numa altura em que apenas existiam outras duas clínicas veterinárias na capital. Hoje, volvidos mais de 60 anos, a Clínica João XXI continua a marcar presença junto dos seus pacientes, embora a sua área física seja seis vezes maior do que o espaço original e tenha alargado as suas competências a outras zonas, com um consultório na Avenida da Igreja e uma clínica na Avenida dos Bombeiros Voluntários que colmata a zona de algés.

Valências das clínicas

As nossas clínicas dão consultas e fazem tratamentos clínico-cirúrgicos a animais. Para tal possuem um vasto leque de diagnósticos e especializações complementares, tais como exames físicos, imunizações e desparasitações, análises clínicas, cardiologia, dermatologia, ecografia, ecocardiografia, endoscopia, raio X, endocrinologia, estomatologia, gastroenterologia, hematologia, lasterterapia, homeopatia, mesoterapia, nefrologia, neurologia, oftalmologia, oligoterapia, oncologia, ortopedia, radiologia, anestesia, cirurgia plástica, cirurgia de tecidos moles, medicina biológica, medicina ortomolecular e terapia neural e ainda dentistria, nutrição, banho e tosquia. Como não existe um hospital veterinário em Algés, esta oferta variada de serviços é particularmente interessante na clínica da Avenida dos Bombeiros Voluntários.

Corpo clínico

A Clínica Veterinária João XXI conta com uma equipa de renome, encabeçada pelo diretor clínico, Dr. Francisco Assis Costa, com mais de 35 anos de experiência médico-veterinária e com formação em áreas técnicas como homeopatia, fitoterapia, oligoterapia, homotoxicologia, medicina ortomolecular e medicina biológica. O resto de corpo clínico é constituído pela Dra. Tânia Sena, que exerce clínica nas instalações de Algés, Dra. Helena Viana, com uma vasta experiência em clínica a nível de cirurgia de pequenos animais, Dr. Miguel Figueiredo, especializado em medicina interna e cirurgia, Dr. Nuno Marques Pereira, que para além de trabalhar na Clínica João XXI de Lisboa, é também o médico veterinário do Oceanário de Lisboa e o responsável clínico do Grupo Lobo e ainda a Dra. Daniela Sharon, Dra. Margarida Paz e o Dr. Nuno Gaspar, todos com experiência em Medicina Interna e de Diagnóstico.

Vet Boutique

A Clínica João XXI possui pet shops, designadas por Vet Boutique, focadas na alimentação dos animais de companhia. Nestes espaços especializados localizados na Av. de Roma, Av. João XXI e Av. da Igreja, em Lisboa, e também na Amadora, faz-se um acompanhamento individualizado, ao longo de toda a vida dos animais, no que toca a dietas para animais saudáveis, doentes renais, doentes hepáticos ou cardíacos, animais com problemas de pele e pelo ou mesmo diabetes melitus. Aqui poderá escolher ou pedir aconselhamento sobre o tipo de alimentação que deve dar ao seu animal de estimação. Não existe hospital veterinário em Algés nem pet shop da Clínica João XXI, mas se Lisboa lhe fica fora de mão, não hesite e exponha-nos as suas dúvidas por telefone: 912 598 543

Clínica ou hospital veterinário? Se recorrer aos nossos serviços, iremos tentar dissipar essa dúvida, através da experiência por detrás da nossa casa marcam a diferença. Mais importante que tudo, é o seu animal de estimação, nosso paciente, ser atendido num local que procure sempre o cuidado e bem-estar e que a isso alie médicos veterinários competentes e com conhecimento.

Marcação de Consulta

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut faucibus mollis pellentesque. Vestibulum nec leo sed lectus vehicula ornare. Curabitur at turpis at ligula auctor fermentum. Sed varius pharetra lacinia.

Últimos Artigos

Repelentes naturais de pulgas e carraças versus tratamentos químicos com pesticidas: quais escolher?

Leishmaniose canina: um caso em que prevenir, é mesmo o melhor remédio

Categorias
Últimos Artigos

Repelentes naturais de pulgas e carraças versus tratamentos químicos com pesticidas: quais escolher?

Leishmaniose canina: um caso em que prevenir, é mesmo o melhor remédio