ARTIGOS

Tudo sobre o Jack Russel

A raça é recente, mas já fez furor! O Jack Russell é bem-disposto, carinhoso, ativo, inteligente e confiável. Quem não se lembra dele no filme “A Máscara” onde o ator Jim Carrey se faz acompanhar de um cão em intermináveis aventuras? Sim, esta é uma raça muito representada na sétima arte, mas também em muitos lares de famílias europeias e americanas.

A História do Jack Russel

O Jack Russell Terrier teve origem em Inglaterra e deve o nome ao seu primeiro criador John (“Jack“) Russell que desenvolveu a raça no século XIX, a partir de antigos terriers de pelo cerdoso, de modo a obter um cão capaz de perseguir a raposa na sua toca (assim como o coelho e o javali), mas sem a agressividade do Fox Terrier que além de perseguir, matava o animal.

Apesar das raízes britânicas, foi na Austrália que o Jack Russell evoluiu, tanto que antes da raça ser reconhecida oficialmente em Inglaterra (1990) foi fundado o Jack Russell Terrier Club of Australia (1972). O apuramento deste cão resultou na criação de duas raças: o Jack Russell Terrier e o Parson Jack Russell Terrier, bem mais alto. Estes cães ainda são muito utilizados na caça da raposa, mas tornaram-se mais populares como cães de companhia, principalmente na Europa e nos Estados Unidos da América.

Características

Nome da raça: Jack Russell Terrier

Classificação: GR. 3 Secção 1 (Terriers de tamanho grande e médio)

Origem: Grã-Bretanha

Porte: Pequeno

Peso aproximado: 5/7Kg 

Altura aproximada:  25/30cm

Esperança média de vida: 14 anos

Cabeça: crânio achatado e maxilares grandes.

Nariz: preto.

Olhos: pequenos, escuros e com uma forma amendoada.

Orelhas: semi-caídas ou caídas para a frente com grande mobilidade.

Corpo: longo, pescoço musculado, peito baixo, dorso sólido e direito e lombo ligeiramente arqueado.

Membros: fortes, musculados. 

Pelo: curto e duro, liso ou cerdoso.

Cauda: alta, forte, direita.

Pelagem/cor: Branco e preto, branco e castanho ou branco, preto e castanho (mas o branco deve predominar sempre).

Saúde

Sobre a saúde do Jack Russell há que começar por dizer que é um animal resistente que se bem cuidado pode viver até aos 15 anos. Ainda assim, existem algumas patologias típicas da raça como propensão para surdez, anomalias oculares e ataxia hereditária ou mielopatia no sistema nervoso, doenças que se podem desenvolver-se tanto durante os primeiros meses de vida como na velhice e que se revelam em falta de coordenação, dificuldade para andar e até manter-se de pé. 

Ainda sobre a saúde do Jack Russell, há a acrescentar que também pode desenvolver dermatites ou alergias de pele (atopia) e tem tendência a ganhar peso, pelo que os donos devem providenciar uma alimentação equilibrada e, claro, momentos de exercício físico.

Desparasitações, vacinas, exames médicos, dentistria, ecografia, analises clínicas, cirurgia… Clique aqui e conheça todos os serviços da Clínica Veterinária João XXI.

Temperamento

O Jack Russell é um cão bem-disposto, ativo, inteligente, destemido, confiável e amigável. Embora seja teimoso, impetuoso e independente, é muito carinhoso e apegado aos donos. Mas isso não significa que não necessite de treino e educação firme, pelo menos até aprender a respeitar os limites impostos pela família. Aliás, o Jack Russell precisa de ser estimulado psíquica e fisicamente para manter o equilíbrio e não resolver encontrar por si mesmo desafios e tornar-se um cão destruidor.

É um excelente cão de família, consegue ser bastante bem-comportado, mas exige passeios longos onde possa gastar a sua energia. Devido ao seu instinto caçador e determinação, deve contactar com outros animais desde cedo.

Alimentação

A alimentação do Jack Russell cachorro deve ser equilibrada e contribuir para o reforço do seu crescimento harmonioso através de proteínas, cálcio e fósforo. Existem vários tipos de ração para Jack Russell júnior com fórmulas que ajudam a manter a saúde digestiva e promover o equilíbrio da flora intestinal, reforçando as defesas naturais do cachorro Jack Russell.

Relativamente à alimentação do Jack Russell adulto, os donos devem dar preferência a rações com fórmulas que contribuam para a manutenção da massa muscular, com um teor de proteínas adaptado e enriquecidas com complexos de antioxidantes para ajudar a manter a vitalidade. O equilíbrio de gorduras, carboidratos, proteínas, vitaminas e minerais deve ser levado em consideração na hora de escolher a alimentação dos cães Jack Russell.

O cachorro Jack Russel

O Cachorro Jack Russel, como qualquer bebé, precisa de atenção e supervisão constante. Da prevenção de doenças à alimentação e vacinação, existem alguns cuidados que os donos não podem lhe podem dispensar:

  • Alimentação – adequada à idade. E para evitar diarreias ou vómitos, não se deve fazer mudanças bruscas de ração, ou seja, quando chegar ao novo lar, o cachorro deve continuar a comer aquilo que estava a comer antes e em caso de mudança, esta deve ser feita de forma progressiva e gradual (misturando a ração antiga com a nova).
  • Brinquedos – o cachorro Jack Russel deve ter alguns brinquedos próprios para morder de modo a não danificar os pertences dos donos.
  • Treino – além de ser ensinado a fazer as suas necessidades na rua, o cachorro Jack Russel deve começar a perceber ordens básicas aos 4/5 meses de vida, pois nessa idade aprende com facilidade.
  • Socialização – o processo de socialização é fundamental para que o cachorro Jack Russell se torne num cão adulto equilibrado e sociável, mas não deve sair à rua enquanto não estiver devidamente desparasitado e vacinado.
  • Microchip – é necessário fazer a identificação obrigatória do cachorro Jack Russell através de um microchip que deve ser colocado pelo veterinário entre os 3 e os 6 meses de idade. Depois, o dono tem 30 dias para efetuar o registo na Junta de Freguesia da sua área de residência.
  • Vacinação – apesar dos cachorros receberem a primeira imunidade das suas mães no início da amamentação, esses anticorpos acabam por desaparecer de forma que os cães não ficam devidamente protegido se a vacinação não começar a tempo. É imprescindível desparasitar o cachorro Jack Russell antes de começar a vacinação e depois, até aos primeiros 45 dias de vida, dar a primeira dose da vacina contra o Parvovírus e até às 9 semanas de vida, a vacina de proteção contra Cinomose canina, Adenovírus tipo 2, Hepatite infeciosa C e Leptospirose e a segunda dose da vacina contra o Parvovirus até às 9 semanas.

Cuidados

O Jack Russel precisa de diversos cuidados especiais, entre eles:

  • Alimentação – como muitos outros cachorros de raça pequena, o Jack Russell tem tendência a engordar e por isso os donos devem exercitá-lo, mas também ter atenção à sua alimentação que deve ser equilibrada para que o cão tenha todos os nutrientes úteis para seu desenvolvimento e bem-estar. Para uma dieta correta, deve-se consultar um veterinário.
  • Passeios – viva ou não num apartamento pequeno, deve fazer exercício todos os dias. O Jack Russell precisa de passear, correr, brincar e explorar a vida ao ar livre.
  • Higiene – tenha o pelo macio ou cerdoso, deve ser escovado regularmente e tomar banho uma vez por mês ou sempre que estiver sujo. Olhos, ouvidos, patas e unhas devem ser inspecionados diariamente para se poder detetar atempadamente alguma alteração, como uma infestação de ácaros.
  • Vigilância médica – tratando-se de um animal propenso a alguns problemas de sáude como surdez, problemas oculares e problemas nas articulações da anca, os donos de cães Jack Russel devem privilegiar o acompanhamento veterinário para se poderem detetar e até evitar algumas fragilidades. 

Clínica Veterinária João XXI: o cuidado veterinário para o seu melhor amigo.

O Jack Russel é um cão amoroso, simpático, afável, mas também muito ativo. Adapta-se a um apartamento, a crianças e a até a outros animais, mas para expressar as suas características comportamentais, precisa de exercício diário, pois não é um cão que passe o dia deitado no sofá!

Marcação de Consulta

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut faucibus mollis pellentesque. Vestibulum nec leo sed lectus vehicula ornare. Curabitur at turpis at ligula auctor fermentum. Sed varius pharetra lacinia.

Últimos Artigos

Repelentes naturais de pulgas e carraças versus tratamentos químicos com pesticidas: quais escolher?

Leishmaniose canina: um caso em que prevenir, é mesmo o melhor remédio

Categorias
Últimos Artigos

Repelentes naturais de pulgas e carraças versus tratamentos químicos com pesticidas: quais escolher?

Leishmaniose canina: um caso em que prevenir, é mesmo o melhor remédio