ARTIGOS

Repelentes naturais de pulgas e carraças versus tratamentos químicos com pesticidas: quais escolher?

Quando a primavera está a chegar, chegam com ela uma série de parasitas externos, ansiosos por se alojar no seu animal de estimação. Por isso é natural recorrer ao Google para pesquisar por “pulgas como eliminar” ou “repelentes naturais de pulgas e carraças” ou ainda “cão com pulgas”. Vale tudo para evitar infestações e acabar com os parasitas que podem trazer problemas de saúde tanto para o seu cão, como para a sua família.

A questão é que entre tantos repelentes naturais de pulgas e carraças, por um lado, e muitos outros produtos com pesticidas, por outro, é difícil tomar uma decisão. Ou era! Porque após a leitura deste artigo terá toda a informação de que precisa para escolher a melhor forma de acabar com as pulgas.

Pulgas e carraças | Conheça melhor estes parasitas externos

Antes de procurar por produtos para eliminar pulgas e carraças, convém conhecer melhor estes parasitas externos que invadem a pele e o pelo do seu cão, causando irritações e doenças. 

As pulgas e as carraças são dois dos tipos de parasitas mais comuns em cães e gatos. A pulga é mais inofensiva, mas tem uma capacidade de reprodução incrível: consegue gerar outras 20 pulgas num só dia! Alimenta-se do sangue do seu cão e fá-lo através de picadas bem incomodativas para o animal. Tal como a carraça, só que esta é maior e mais perigosa. Pode transmitir os agentes que causam a “febre da carraça” quando se alimenta do sangue de um animal infetado e depois transmite a doença a um animal saudável.

Quanto à fisionomia, a pulga dos cães é um pequeno inseto não voador com 2 a 4 milímetros, de cor acastanhada. A carraça é facilmente visível a olho nu, tem um corpo alongado com cabeça de base hexagonal e cor castanha avermelhada. No entanto, existem várias espécies de pulgas e de carraças.

Sintomas | Como descobrir se um cão tem pulgas ou carraças

Se vir o seu cão a coçar-se com insistência, já tem o primeiro sinal de que é hora de começar a pensar em matar pulgas e carraças! Além de se coçar, é provável que se vá lamber devido à reação alérgica que as pulgas causam quando picam e deixam a saliva como analgésico e anticoagulante, para se alimentarem do sangue. Porém, se não conseguir ver nenhuma pulga poderá ficar na dúvida, e é por isso que deve continuar a ler este artigo para conhecer outros sintomas num cão com pulgas. Entretanto, e em relação às carraças, é mais fácil ver estes parasitas porque são maiores que as pulgas e costumam fixar-se na zona da cabeça, em torno dos olhos e das orelhas, embora também se dispersem pelo dorso, barriga e patas do animal.

Outro sinal de que existem pulgas, é a pele do cão com caroços e pontos vermelhos (particularmente na barriga), sintoma de mordidas. Numa fase de infestação de pulgas mais avançada, também pode notar sinais de queda de pelo e descamação da pele devido à coceira excessiva. E se ainda assim ficar na incerteza, leve o animal a uma clínica veterinária, onde será examinado e onde lhe será recomendado o tratamento mais adequado para matar pulgas.

Mais informação sobre pulgas em cães? Clique aqui!

 Tratamentos orgânicos | Repelentes naturais de pulgas e carraças

Se o seu cão está com uma infestação de pulgas, é natural que para o proteger de químicos e outras substâncias abrasivas, procure, em primeiro lugar, os repelentes naturais de pulgas e carraças. De facto, existem vários produtos naturais para cães e gatos que matam as pulgas. Pode encontrá-los em clínicas veterinárias: coleiras antipulgas à base de ervas, shampoos contra as pulgas à base de substâncias naturais, sprays para afastar as pulgas e até comprimidos para eliminar as pulgas apenas com ingredientes naturais.

Também pode preparar uma receita caseira para matar pulgas e carraças em casa. Existem três formas fáceis e relativamente eficientes: a primeira é esfregar o cão com limão ou outro citrino, a segunda é misturar o shampoo do cão com vinagre, dar banho e depois usar um pente para pulgas para retirar os parasitas mortos do pelo, a terceira é molhar com água salgada e deixar o sal na pele. 

Tratamentos convencionais | Produtos para matar pulgas e carraças

Existem inúmeros produtos antiparasitários quer para matar pulgas adultas quer para matar também os seus ovos, com diferentes prazos de duração e formas de administração. Por isso – e como cada caso é um caso – só o Médico Veterinário poderá indicar o produto mais eficaz e adequado para o seu animal. Mas independentemente da indicação do Médico Veterinário, acredite que os antiparasitários tópicos ou sistémicos são os métodos mais seguros e eficientes para acabar com pulgas. Agem de forma rápida e chegam a matar até 99% das pulgas em poucas horas! 

Melhores produtos para matar pulgas e carraças

  • Tratamentos tópicos – produtos espalhados diretamente na pele do animal, geralmente no pescoço ou noutra área que o cão não consiga lamber. Após a aplicação, a substância é absorvida pelas glândulas de gordura presentes na pele do cão e assim será disseminada por todo o corpo para matar as pulgas.
  • Produtos de aplicação oral – produtos sob a forma de comprimido, ingeridos pelo animal para chegarem à corrente sanguínea. Ao se alimentarem do sangue, as parasitas morrem, já que os comprimidos contém pesticidas que atuam contra pulgas, ovos e larvas. 
  • Coleiras antipulgas – produtos que expulsam as pulgas e que também libertam pesticidas por toda a área em volta do cão de forma a que ele não volte a atrair parasitas.
  • Sprays antipulgas – produtos para combater pulgas de aplicação direta que têm uma ação imediata. Contudo não servem como forma de prevenção.
  • Shampoos antipulgas – produtos com componentes para eliminar pulgas aconselhados como coadjuvantes no tratamento de infestações.

Tratamento convencional versus tratamento natural | Qual escolher?

Se quer mesmo acabar com as pulgas e carraças ou prevenir uma infestação no seu cão, os tratamentos convencionais com químicos são mais eficazes. Na verdade, segundo a comunidade de Medicina Veterinária, são os únicos tratamentos eficazes. Porquê? Porque contém na sua composição compostos químicos e matérias orgânicas letais para as pulgas. E isso porque a pulga, apesar de minúscula, é extremamente resistente graças à sua carapaça quitinosa e por isso para a destruir, atingindo o seu sistema nervoso, são necessários produtos com inseticidas, como piretrinas (inseticidas naturais), piretroides (pesticidas sintéticos) e imidacloprida (pesticida neonicotinoide).

Prevenção | Como proteger os animais de estimação das pulgas?

Agora que o seu cão está livre de pulgas e carraças, é legitimo querer conhecer algumas dicas para prevenir o aparecimento de pulgas de forma a evitar nova infestação. Tome nota!

  • Mantenha a casa limpa e arejada, dando especial atenção à higiene de tapetes, cobertores e lençóis, e também à cama e aos têxteis reservados para o seu cão. Não se esqueça que 95% dos parasitas vivem no ambiente, na forma de ovos e larvas!
  • Evite que o seu cão entre em contacto com cães infestados, e prefira passeios em zonas mais sossegadas onde o risco de contacto é menor.
  • Use repelentes naturais de pulgas e carraças mesmo que o animal não esteja infestado, como coleiras e sprays antipulgas.
  • Faça um tratamento preventivo ao seu cão todos os meses ou trimestralmente numa clínica veterinária.

Precisando de ajuda, contacte-nos… Clínica Veterinária João XXI .

Marcação de Consulta

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut faucibus mollis pellentesque. Vestibulum nec leo sed lectus vehicula ornare. Curabitur at turpis at ligula auctor fermentum. Sed varius pharetra lacinia.

Últimos Artigos

Repelentes naturais de pulgas e carraças versus tratamentos químicos com pesticidas: quais escolher?

Leishmaniose canina: um caso em que prevenir, é mesmo o melhor remédio

Categorias
Últimos Artigos

Repelentes naturais de pulgas e carraças versus tratamentos químicos com pesticidas: quais escolher?

Leishmaniose canina: um caso em que prevenir, é mesmo o melhor remédio